Minha mãe é limpinha

Não contei para minha mãe que fiz essa foto no banheiro da casa dela, mas achei muito engraçado!

Para que tanto sabonete?? rs rs

Isso demonstra que minha mãezinha é pobre, mas é limpinha!

PS: ainda bem que ela não acessa o blog, senão apanho de chinelo havaiana. Não vai contar, hein!
Ameaça terrorista



Colaboração da minha amiga Suélen Giron.
Homenagem atrasada


:: Manoel Luiz Taveira Filho

Marcão, espero que todos estejam muito bem. Acompanhei no blog a homenagem que a Lu e seus amigos fizeram, no sábado último (7). Apreciei todas as fotos e senti saudades, pois vi a maioria de nossos entes queridos reunidos podendo compartilhar por mais um ano de vitória em sua vida.

Observei, também, as "desomenagens" que os amigos do jornal realizaram. Claro que é tudo armação e gozação, todos não foram sinceros. Alguns conseguiram passar no teste de ator e atriz, porém a maioria são péssimos mentirosos. Marcão, na verdade, eles te querem muito bem. Aguarde que aí tem.

Eu poderia seguir com a mesma "armação", mas não tive coragem. É claro que a "desomenagem" foi uma maneira criativa de todos dizerem que te amam e desejarem um feliz aniversário!

Na realização do trigésimo sétimo ano de sua preciosa existência (em 1971 eu tinha 11 anos), quero desejar o milésimo número de vezes do que você possa me desejar. Falo isso porque conheço seu caráter e seu sentimento em relação a nós, familiares.

Continue a ser esse cara alegre, cativante, amável, legal, talentoso, futurista, etc. etc. etc. etc. etc. e etc...

Ia me esquecendo: eu e a Márcia ficamos babando nos brigadeiros e no bolo de
chocolate que a Lu fez.

Fique com Deus, e nunca deixe de ser humilde. Um Abraço de Márcia, Rodrigo e eu.

Parabéns pra você, nessa data querida, muitas felicidades e muitos anos de vida.

O Marcão faz anos, a sorte é só dele, cada ano que passa ele fica mais calvo.

É brincadeirinha. Ele fica mais belo. Calvo não rimou.

Recebi este texto do meu irmão Luizão, que mora em Jacareí (SP). Que belo presente de aniversário, não! Só não gostei da parte do calvo... rs rs...




Patrícia Machado, jornalista




Renata de Paula, estudante de Jornalismo




Fernando Lemos, jornalista

Homenagem a dois eternos namorados

Conheci minha amada-amante na escola, em 1988, no JBC, em Andradina. Naquela época, eu tinha o apelido de Pé-na-cova, porque era magro demais.

Foi amor à primeira vista. Ela afirma que ficou encantada pelo meu topete... rs rs... Brincadeira. Foi por minha beleza... interior...

rs rs

A Luci Neide era uma menina linda de 17 anos, que andava com calças apertadinhas e vivia rindo das piadas da turma do fundão, onde eu me incluía.

Um dia, cheguei perto do rosto dela e, cheio de querer, perguntei:

- O que você faria se eu roubasse um beijo agora?

Ela me respondeu, bem tranqüila:

- Nada!

Fiquei desconsertado... Levantei e fui fazer outra coisa...

Um belo dia, no pátio do JBC, em meio às árvores, a pedi em namoro. Como ela já estava namorando, não aceitou. Olha a minha cara de tacho de novo...

Quando ela terminou o namoro, era eu que estava namorando... E minha namorada me pegou no colo dela, brincando em pleno pátio...

A gente já se amava. E sabia disso.

Aos poucos, começamos a ficar juntos. Eu já havia terminado com minha namorada. E fomos ficando (tá vendo, a gente já ficava naquela época!).

Numa tarde, ela me esperava na praça em frente ao JBC. Quando cheguei do trabalho, a Luci me contou que um cara a havia paquerado pouco antes, mas respondeu a ele que esperava seu namorado.

Não perdi a oportunidade e perguntei se queria realmente namorar comigo. Com uma carinha de sapeca, ela perguntou:

- Posso pensar?

Respondi que tinha alguns segundos. Ela respondeu que sim, queria namorar. E tudo começou oficialmente ali, no dia 14 de novembro de 1988, há quase 20 anos.

O tempo passou, casamos, temos filho, e tudo continua como antes. Somos eternos namorados.

Quando chamo a Luci Neide de amada-amante não é apenas inspirado na canção de Roberto Carlos. É inspirado no que ela realmente é pra mim.

Te amo, viu, Lu, tanto quanto ontem e um pouco menos do que amanhã, porque amanhã vou te amar ainda mais.

PS: a foto acima é de 1989, num churrasco com colegas da classe dela em uma chácara de Andradina. Olha só o tamanho do topete. Tá vendo, não nasci careca!!!

A foto abaixo foi feita na casa da minha irmã, em Andradina, em abril de 1991. Romântica, né!!!

Procura-se um noivo

Neste Dia dos Namorados, posto aqui um pedido da minha linda amiga-aluna Nathália Bragalda: ela está à procura de um noivo.

Já tem até o vestido de noiva. Veja que foto bonita, toda produzida e brilhante para o grande dia!

Os interessados devem postar comentários aqui no blog, com e-mail de contato. Ela promete ler e responder.

E atenção: tem que ser atencioso, carinhoso e, acima de tudo, respeitar muito esta menina que gosto e admiro tanto. Senão, pego minha bengala de blogueiro da segunda idade e bato na sua cabeça, hein!!!
Dez vezes!!

A professora da 6ª série perguntou para a turma:

- Qual é a parte do corpo humano que aumenta quase dez vezes seu tamanho quando é estimulada?

Ninguém respondeu, até que Eleonora levantou-se, furiosa, e disse:

- Você não deveria fazer uma pergunta dessas para crianças da 6ª série! Eu vou contar para meus pais, e eles vão falar com o diretor, e ele vai demitir você, com base no ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)! E vai chamar o Conselho Tutelar pra te prender.

Para o espanto da Eleonora, a professora não apenas a ignorou como fez a pergunta novamente.

- Qual é a parte do corpo que aumenta em dez vezes seu tamanho quando é estimulada? Alguém sabe?

Finalmente, Rodrigo levantou-se, olhou ao redor, e respondeu:

- A parte do corpo que aumenta dez vezes seu tamanho quando é estimulada é a pupila.

A professora disse:

- Muito bem, Rodrigo!

Então, voltou-se para Eleonora e continuou:

- E quanto a você, mocinha, tenho três coisas para lhe dizer: a primeira é que você tem uma mente muito suja para sua idade. A segunda: você não leu a sua lição de casa. E a terceira: dez vezes!!? Hahaha... Um dia você vai ficar muito, mas muuuuito desapontada, viu!?

Mais uma da minha amiga Gi Ábrego. Dez vezes eu não diria, mas umas nove deve dar !!! rs rs
Timinho é rebaixado de novo!

O corinthians não tem jeito mesmo.

Começou como campeão da Copa do Brasil antes mesmo do jogo, em cima do seu salto alto, e terminou rebaixado para vice no final!

Dá-lhe, Sport!
O exemplo de Barack Obama

:: Paulo Castelo Branco

No final da semana passada, fui ao Rio Grande do Norte conhecer meu bisneto Rômulo, filho da minha neta Emmanuela e do Robério. Os dois quase tão jovens quanto o bebê. A mãe segue a história de suas ancestrais que, há quase cem anos, procriam na flor da idade. Não sei se isso é bom ou ruim; sei, no entanto, que mudam os rumos das suas vidas e, eventualmente, dos seus parceiros.

Em minha bagagem, levei o livro "A origem dos meus sonhos", do senador Barack Obama, com a expectativa de conseguir terminar a leitura nas salas de espera dos aeroportos, na longa viagem até a capital potiguar. Como previ, adiantei a história e, na chegada, faltavam poucas páginas para o final. Não me seria difícil conseguir alguns minutos para concluir.

De Natal até Graçandu, meditei sobre a importância do passado na vida da gente. Vi-me menino correndo nas areias escaldantes das praias cariocas, pois o Piauí de nascimento só o conheci quando adulto. Como a memória não envelhece na velocidade do corpo, as lembranças se seguiram até o nascimento da minha filha Erica, agora avó e, aos meus olhos, quase um bebê. Eu, tal qual o Robério, era quase um menino e já tinha que cuidar de uma família. Tropeços, avanços, recuos, e o longo caminho da vida surgindo a cada esquina como se não tivesse fim.

Na chegada, com o bisneto no colo, vejo que a vida não tem fim mesmo. A gente vive dos nossos antepassados e deixa nossa vida para os que chegarão. Às vezes, alguns como eu temos a oportunidade de vermos os que terão a missão de nos levar à direção da eternidade.

Mas o que Barack tem a ver com essa minha história. A sua própria. O menino Barack nasceu no Havaí, filho de um estudante queniano e de uma americana branca. Passou a infância nas praias tal como o meu bisneto deverá fazer. O Havaí, da época de Barack, não era diferente da vida da Graçandu de hoje. Casas espaçadas, praia sem fim e um mundão de mar a prometer que lá do outro lado do oceano pode existir o tesouro dos sonhos enterrado nas alvas areias.

Barack só viu o pai uma única vez, quando tinha 10 anos de idade. Seu pai concluiu o curso nos Estados Unidos e voltou para o Quênia, deixando a mulher americana e formando mais algumas famílias com esposas africanas. Costumes do lugar.

Rômulo poderá ter mais sorte e conviver com seus pais para sempre. Quem sabe? A mãe do hoje senador Obama casou-se com um indonésio cheio de mistérios e que fez brotar no menino a curiosidade sobre segredos da vida. Barack foi livre para criar, pesquisar, experimentar e viver; viver muito. Quando atingiu a idade para freqüentar o ginásio, voltou para o Havaí. Concluiu os estudos e partiu para o continente: Chicago.

Em Chicago e Nova York, conheceu a discriminação, os vícios e a solidão. Decidiu ser agente social. Teve destaque e iniciou sua vida pública. Não era feliz. Foi ao Quênia buscar suas raízes.

Visitou parentes, conviveu com as tradições, com a cultura, e com os muitos irmãos. Percorreu os caminhos de seu pai, sentindo-se como ele: negro de corpo e alma. Mas isso não importava muito. O que desejava era poder fazer algo de bom para todas e quaisquer pessoas, independentemente de raças, cores ou opiniões. Queria continuar sendo um agente social.

Ao voltar para os Estados Unidos, avançou rápido nos destinos da nação. Hoje é um dos principais políticos, e poderá ser presidente.

Na saída de Graçandu, deixei o livro com o meu neto João Alberto, de 8 anos de idade, brasiliense, que vive correndo nas areias da praia como se fosse o menino Barack, no Havaí.

João se assustou com o volume de quase 500 páginas. Disse-lhe que não ficasse preocupado. Deveria ler uma página por vez e, quando acabasse de ler, iria saber que tudo é possível nessa vida até ser bisavô ou presidente.

Infelizmente, não conheço pessoalmente o sr. Paulo Castelo Branco. Ele escreve com maestria e sabe emocionar, como fez com o texto sobre o senador Barack Obama, pessoa que admiro muito e torço para se tornar presidente dos Estados Unidos.
Uma juíza comemorando 37 anos...

Recebi este texto por e-mail. Não sei quem é o autor, mas é muito engraçado. Como a tal juíza da história fez 37 anos, como eu, resolvi postar aqui. Leia até o final, vale a pena. Dedico este texto aos meus estagiários na Folha... rs rs

Era meu aniversário de 37 anos, meu humor não estava lá essas coisas. Naquela manhã, ao acordar, dirigi-me à copa para tomar café na expectativa de que meu marido dissesse: "Feliz aniversário, querida".

Mas ele não disse nem bom-dia. Aí pensei: "Esse é o homem que eu mereço!"

Mas continuei a imaginar: "As crianças, certamente, lembrarão". Quando elas chegaram para o café, não disseram nem uma palavra.

Saí bastante desanimada, mas me senti um pouco melhor quando entrei no Fórum e meu estagiário disse:

- Bom-dia, doutora. Feliz aniversário!

Finalmente alguém havia lembrado. Trabalhei até o meio-dia, quando o estagiário entrou na minha sala, dizendo:

- Sabe, doutora... Está um dia lindo lá fora, e já que é o dia do seu aniversário, podemos almoçar juntos, só a senhora e eu?

Fomos, então, a um lugar bastante reservado. Divertimo-nos muito e, no caminho de volta, ele sugeriu:

- Doutora, com esse dia tão lindo, acho que não devemos voltar ao Fórum. Vamos até o meu apartamento, e lá tomaremos um drinque.

Fomos, então, para o apartamento dele. E, enquanto eu saboreava um martini, ele disse:

- Se não se importar, irei até o meu quarto vestir uma roupa mais confortável!

- Tudo bem, respondi. Fique à vontade!

Enquanto isso, fui me preparando da melhor maneira. O que mais poderia eu fazer?

Decorridos mais ou menos uns cinco minutos, ele saiu do quarto carregando um bolo enorme, seguido de meu marido, meus filhos, amigas e todo o pessoal do Fórum. Todos cantando "Parabéns a Você".

E lá estava eu, nua, sem sutiã, sem calcinha, sentada no sofá da sala...

É por isso que eu digo: estagiário só faz cagada!
Amigo dos amigos

:: Nelson Júnior

Este é um daqueles textos que a gente tem vontade de escrever e nunca começa, pois aquela mania de lide proíbe o que o coração sente. Então, vamos fazer o seguinte: aquelas perguntinhas (Quem? Como? Onde?...) não existem. O compromisso de contar o que elas respondem, muito menos. As linhas seguintes resumem o que eu sinto.

Antes de me imaginar jornalista, isso não tem muito tempo, era um tempo sem muita expectativa. Um tempo não tão recente assim, pois, pensando bem, quando comecei em meu primeiro emprego, operar uma cartucheira era o máximo da tecnologia. Fui iniciado como operador de rádio.

Era o máximo pra um garoto de 14 anos. Já naquele tempo sempre gostei do que era bem-feito e bom. O costume de mexer no que não era necessário seguiu comigo. Nessa idas e vindas da curiosidade, num belo dia, achei um cartucho perdido. Era uma vinheta: “Está é a rádio Urubupungá... 1.340kHz”, e, por aí vai.

Um achado entre aqueles que o destino impõe em nossas vidas. Achei aquela coisa simples um dos mais belos achados. Era um misto de grave com metálico. Uma beleza de voz.

A curiosidade sempre me fazia perguntar: quem é esse cara? Não é que ao longo da vida, naqueles acasos do mundo, conheci tal fulano. Era ele: José Marcos Taveira.

Um dos melhores amigos dos amigos. Mais tarde soube que ele era próximo de minha mãe, da qual, como um dos poucos, sempre soube reconhecer o carinho e força.

Tornei-me amigo daquela voz... Um eco em meu peito. Um exemplo de que a vida se vence com trabalho e respeito ao próximo. Um amigo que se herda dos mais preciosos amigos.

:: Recebi este texto de presente de aniversário do meu amigo Nelsinho Jr., um amigo, filho, irmão, enfim, um ser humano que amo de paixão. Deixou-me com lágrimas nos olhos.
Como é bom ter amigos!

Passei uma segunda-feira (9) maravilhosa. Recebi várias mensagens pelo celular me desejando um feliz aniversário:

:: Paulinha Saab (amiga e eterna professora);
:: Rosângela e Maurício (meus sobrinhos queridos);
:: Ricardo Augusto (amigo-irmão);
:: Gislaine Ábrego (amiga-irmã),
:: Pauline Machado (amigona carioca-paranaense).

No Orkut, scraps sensacionais de:

:: Rosangela Marçola;
:: Marcelo Souza;
:: Dra Diglê;
:: Tatianne Moteranni;
:: Sérgio Filho;
:: Ana Carolina;
:: Patrícia Britto;
:: Samuel Marini;
:: Renato Marques;
:: Luís Araújo;
:: Thaís Quirino;
:: Castro Alves;
:: Alexandre Fegadoli;
:: Melissa Moura;
:: José Henrique Senche (Petito);
:: Ágatha Urzedo;
:: Renata de Paula;
:: Dani Andrade;
:: Ventura Picasso;
:: Vanessa Alves;
:: Anderson Augusto Soares;
:: Eduardo Mustafá;
:: Roselana Tolentino;
:: Rafaela Giomo;
:: Marina Juliana Belei;
:: Mário Bros;
:: Fernanda Tobias;
:: Corina Maria;
:: Rafael Lopes;
:: Eliegi Sanches;
:: Natalí Garcelan;
:: Aline Cavazzana;
:: Percival Barreto;
:: Ana Flávia Justini;
:: Ivan Ambrósio;
:: Clemerson Mendes;
:: Adriano Luiz;
:: Tiago Lotto;
:: Henrique Perama;
:: Miquelli Castro;
:: Gabriela;
:: Graziela Nunes;
:: Mauro Rico;
:: Marcela Nobre Cruz;
:: Regiane Parra;
:: Paulo Adriano Crepaldi;
:: Denise Crispim;
:: Salete Marini;
:: Fran Faria;
:: Lucas Matheus;
:: Disnei Rodrigues;
:: Crika e Taiane;
:: Harlen Félix;
:: Diego Costa Assunção;
:: Biah Longhini;
:: Monique;
:: Nanda Gonçalves;
:: Márcio Anix;
:: Érica Rodrigues;
:: Mário Policeno Filho;
:: Ariella Grillo;
:: Matheus Gonçalves;
:: Tamyris Araújo;
:: João Henrique Firmino;
:: Lutar Sempre! Vencer Talvez?Desitir Jamais;
:: Manu Zambon;
:: Maria Cristina Villela;
:: Mauro Casthi;
:: Nélson Júnior;
:: Sueli Saturnino;
:: Ariéle Guimarães;
:: Cláudia Ricci;
:: Michael (ex-sobrinho);
:: Camila Vieira;
:: Alex Senna;
:: Ester Leão;
:: Natália Prado;
:: Raiany Guimarães;
:: Denise Zenco;
:: Ana Paula (Rio);
:: Simone Dias;
:: Lucas Araújo;
:: Marco Senche;
:: Michele Beraldi;
:: Flávio Borges;
:: Lucas Belussi;
:: Danilo Lemos;
:: Camila Capeloci;
:: Marcelo Andorfato;
:: Ronaldo Ruiz;
:: Rejani Zamboni;
:: Nelson dos Santos Júnior;
:: Mariângela Anelli;
:: Monique Bueno;
:: Laís Saquetini;
:: Luciano Santos;
:: Cris Mercado;
:: Luci Taveira;
:: Gislaine Ábrego;
:: Henrique Neto;
:: Regiane Rossi;
:: Diogo Rocha;
:: Paulinha Senche;
:: Evandro Silva;
:: Renato Holanda;
:: Simône Silva;
:: Bruna Alves;
:: Vicente de Paulo;
:: Rosana Scarpino;
:: Carla Pravato;
:: Cleto Fontoura;
:: Eliana Bacaneli.

Respondi a todos os scraps, de forma personalizada, pois detesto mandar mensagens em massa nestes casos. Obrigado, gente!

No MSN, mensagens de:

:: Douglas Augusto;
:: Paulo Mantello;
:: Suélen Petek;
:: Yago Monteiro;
:: Gustavo Fialho;
:: João de Paula;
:: Raiany Guimarães;
:: Tamirys Araújo;
:: Luciana Dantas;
:: Graziela Nunes;
:: Danilo Galvan;
:: Marcela Nobre Cruz.

Por e-mail, lindas mensagens das amigas Dani Galli e Karenine Miracelly.

Também fui parabenizado por telefone e pessoalmente por parentes e amigos.

Pelos Correios, um lindo cartão do amigo Bruno Toledo e uma mensagem do Nei Giron.

Não poderia deixar de citar aqui uma linda homenagem que minha amiga Marcela Nobre Cruz fez em seu blog. Colocou fotos minhas, vídeos e escreveu coisas maravilhosas que me deixaram emocionado! Obrigado, Mah.

Um abração também para o Danilo Galvan, que fez uma homenagem a este amigo, mas não consegui acessar. Você é um bom amigo e sou seu fã, Danilo.

Destaque ainda para a poesia que o Anderson Augusto Soares deixou no meu Orkut:

Aspirante poeta amador,
De alma não corriqueira,
Deseja ao seu professor,
José Marcos Taveira,

A vida em esplendor
E alegria à vida inteira.


E a musiquinha da Ari Grillo?!! Coisa de profissional, muito elogiada por sua amiga Miquelli Castro, que vive pedindo para ela cantá-la:

Hoje é aniversário do Taveira e a galera tá aqui pra festejar!

O Taveira é um grande amigo... e pro Taveira vamos desejar!

Festa pro Taveira, saúde pro Taveira, sorte pro Taveira, dinheiro pro Taveira, alegria pro Taveira, um brinde pro Taveira, palmas pro Taveira, VIVA pro Taveira

Rá-tim-bum! E pro Taveira nada?

Tudo!!!!


Ganhei presentes maravilhosos, festa surpresa, muitos beijos e abraços. Enfim, um dia inesquecível. Obrigado, muito obrigado a todos!

Em tempo: aqui vai a lista dos amigos que lembraram do meu niver aqui no blog:

:: Andréia Rodrigues;
:: :: Nilma Ruas;
:: Paulinha Senche;
:: Lucélia Zani;
:: Rodrigo Pereira;
:: Júlio Feltrin;
:: Pauline Machado;
:: Beto Jones;
:: Lucas Matheus;
:: Bia Longhini;
:: Aline Simplício;
:: Rafael Lopes;
:: Ester Leão;
:: Rosângela de Souza;
:: Angélica Neri;
:: Jean Oliveira;
:: Cris e Taiane;
:: Michael Taveira;
:: Luci Taveira;
:: Suzy Faria;
:: Evandro Silva.
Milagre de aniversário

O que vou contar aqui é real. Aconteceu comigo e me deixou muito feliz. Não poderia esquecer de compartilhar.

Tenho um toca-MP3 com auto-falantes, pequeno do tamanho de um rádio, que uso diariamente para ouvir música no banheiro ou quando vou me trocar no quarto. É meu companheiro virtual musical. Tem até nome: Etezinho, porque parece com o rosto do ET.

No sábado (7), fizeram uma festa surpresa aqui em casa em homenagem ao meu niver. Então, busquei o Etezinho e coloquei-o para tocar - ele aceita até cartão de memória. Como usaria com som alto, deixei funcionando com pilhas e fui buscar um adaptador que tenho para ligá-lo na energia elétrica.

Em vez de desligar o aparelho, retirar as pilhas recarregáveis e depois ligá-lo à força, já pluguei o adaptador. O bichinho apagou na hora. Assustado, tirei as pilhas, pluguei e ele funcionou de novo. Legal!

No domingo de manhã, coloquei as pilhas de volta e tentei ligar. Nada...

Mexi, fucei, chamei minha amada-amante para dar alguma sugestão. Nada... Funcionava apenas se ligasse o adaptador na força.

Você não imagina como fiquei chateado. O Etezinho é meu companheirinho na hora do banho e a facilidade em carregá-lo para todo lado é tudo-de-bom. Não vivo sem ele... Levá-lo à autorizada iria me deixar sem o aparelho por dias a fio...

Na segunda-feira (9), dia do meu aniversário, acordei e fui direto a ele, com uma forte determinação. Segurei-o e, com fé, olhei para cima e pedi a Deus que me desse um milagre de aniversário e fizesse meu bichinho funcionar de novo.

Mexi nas pilhas, fucei e apertei o botão de ligar.

Funcionou...
Desomenagens pelo meu aniversário

Hoje (9) é meu aniversário. Completo 37 anos, muito bem-vividos, com uma família que amo, amigos sensacionais e trabalhos que adoro.

Como é um dia especial, pensei: vou gravar um vídeo com mensagens dos meus amigos, me elogiando, coisas desse tipo.

Armado com minha máquina digital de 300 megapixels, comecei as gravações. O duro é que não encontrei um só "amigo" que me fizesse um elogio. Alguns até me ignoraram...

Então, caro leitor, cheguei à conclusão que ninguém me ama... Um aniversário cheio de desomenagens...

Mesmo assim, aqui estão as imagens. É minha carta testamento para a partida deste mundo cruel.

Adeus.

PLOFT !!!! (Barulho do Zemarcos se atirando da cadeira)





Mariângela Anelli, linda amiga desde os tempos de Andradina




Tatianne Moteranni, estudante de Jornalismo




Lucélia Zani, jornalista e ex-aluna
Eu brinquei com o Iphone

Foi emocionante. Tocar e até mexer com o Iphone, o celular mais moderno do mundo, foi demais para o coração deste blogueiro da segunda idade.

O bicho funciona todo no toque na tela. Há apenas um botão que liga e desliga. O restante é tudo passando o dedo, no bom sentido.

As fotos, por exemplo, você aumenta e diminui com os dedos também.

O preço do brinquedinho da Apple: R$ 1,8 mil.

Babei tanto que meu aluno Allan D'Augustin registrou a cena com o seu celular. O engraçado é ele narrando a história:

- O professor brincando com o... Como chama esse negócio?


Festa surpresa!

Sábado, plantão carregado... Chego em casa à noite depois de um dia cansativo.

Tudo normal se não fosse a quantidade de amigos que estava em casa, uma festa surpresa organizada pela minha amada-amante e pelo Junião, meu amigo-irmão.

Casa cheia, uísque, comida, crianças correndo, pessoas sensacionais ao lado. Que presente melhor eu poderia receber?

A Luci Neide caprichou, como sempre. Fez dois bolos, doces, salada... Essa mulher é mais do que demais...

Tirei várias fotos. Na verdade, 78... Clique na imagem acima para vê-las em forma de slide.

Adorei todos os presentes. Mas um deles me emocionou. Foi um DVD com 92 clipes antigos que ganhei da minha jovem amiga Taiane. Assisti ainda de madrugada, quando a turma já havia ido embora. Um dos clipes, November Rain, está na lista dos meus favoritos.

Minha irmã Maria Helena, de Andradina, apareceu na festa junto com minha também irmã Maria Lúcia, acompanhadas de minha mãe gatona de cabelos branquinhos, a dona Wilman.

O Adriano, como sempre, caprichou no churrasco. O Junião, o Brega, o Edson e meu compadre Barros foram meus companheiros do uísque. Bell, Cássia, Sula, comadre Selma, Cris, dona Ilze (mãe do Junio), as crianças... Muita felicidade para um blogueiro que vai completar 37 anos.

Ah, um detalhe engraçado. No fim da festa, o Junio ia embora com a família. Abriu a porta do carro e tinha um embrulho no banco do passageiro. Ele se assustou, pegou o pacote e me deu, lembrando que era meu presente. Rimos muito com o acontecido.


Um abração do Bruno

Quando cheguei em casa, na última sexta-feira, encontrei um cartão que me deixou muito feliz. Era uma mensagem do reitor do Unitoledo, Bruno Toledo, lembrando do meu aniversário, nesta segunda-feira (9).

Fiquei muito feliz não apenas pela lembrança, mas porque o cartão estava escrito com o próprio pulso do Bruno, e assinado - veja na imagem ampliada.

Para ele, uma mensagem a um dos seus muitos professores. Para mim, uma honra muito grande.

São pequenos gestos como esses que diferem os grandes administradores.

Obrigado, Bruno, pela lembrança. Tenho muito orgulho de ser um dos seus professores.
[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Volte sempre ao Blog do Zemarcos


Bem-vindo ao Blog do Zemarcos
José Marcos Taveira, autor deste blog, é jornalista e professor universitário em Araçatuba/SP.



Google


Faça parte de nossa comunidade no Orkut

Blog legal indicado pelo UOL

Links & Sites







Mensagens antigas deste blog
Mensagens antigas do blog, separadas semanalmente.
Sites e blogs indicados por
este blogueiro.


Indique este blog
Indique este blog
e ajude a divulgá-lo.









Divulgue seu blog!


Visitante número: